APARIÇÕES DE JACAREI 26 ANOS DE GRAÇAS

APARIÇÕES DE JACAREI 26 ANOS DE GRAÇAS
APARIÇÕES DE JACAREI 25 ANOS DE GRAÇAS

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

VIDA DE SÃO BENEDITO

CORPO INCORRUPTO DE SÃO BENEDITO



SÃO BENEDITO (O MOURO)
05 DE OUTUBRO


Benedito, entre todos bendito! De todos os santos Bendito! Socorre o fiel no pranto, e o coração se enche de encanto, dos devotos de todos os cantos!
O pão não deixa faltar; A alegria devolve ao lar, os enfermos deseja curar, pois sua bondade sem par, socorre a quem invocar. Benedito, hoje e sempre,a todos deseja amar.

SUA VIDA

Seus pais eram africanos da Etiópia e foram arrancados de sua pátria e vendidos como escravos, na Sicília-Itália. O pai foi vendido para um rico fazendeiro, chamado Vicente Manasseri. Na época os escravos tinham que adotar o sobrenome do seu senhor, assim sendo o pai de Benedito era Cristóvão Manasseri.
A mãe de Benedito, quando chegou à Itália, foi libertada pelo seu senhor, porém sempre conservou o sobrenome herdado – Diana Larcan.
Foi na Sicília que os dois se conheceram, e se apaixonaram. Tornaram-se Cristãos e se casaram na Igreja Católica. O jovem casal era exemplo de honestidade, lealdade e de fé!
No ano de 1526, nasce o primeiro filho do casal e na pia batismal recebe o nome de Benedito = “Abençoado”, e o maior presente que o pequeno Benedito recebeu foi a carta de alforria do senhor Manasseri.
Logo em seguida nasceram; Marcos, Baldassa e Fradella. Foram desde muito cedo orientados na fé e nos princípios cristãos, foi no joelho de D. Diana que os pequenos aprenderam a rezar.
Eram muito pobres e jamais tiveram condições de estudar, trabalhavam no arado da terra e com o pastoreio de ovelhas.
Nosso Santo era humilhado e escarnecido por seus colegas da lavoura. O preconceito era escandaloso contra Benedito, ele tudo suportava por amor.
Um dia entre os insultos dos jovens, uma voz enérgica se fez ouvir:
-AH! Hoje zombais desse pobre negro! Mas logo vereis sua fama correr pelo mundo! Era frei Jerônimo Lanza, o eremita; Que assim profetizava.
O jovem Benedito sente o chamado e se alegra com as palavras do Frei Jerônimo, deixa o arado e o trabalho com os bois e implorando a bênção dos pais parte para o eremitério dos Franciscanos.
A cada dia os frades se alegravam com a presença do irmão Benedito, ele tornara-se tudo para todos. Era generoso, simpático e muito piedoso.
Depois de 5 anos, irmão Benedito fez sua profissão religiosa, professando a irmã pobreza, a obediência, a castidade e vida de contínua penitência.
No eremitério tudo era muito pobre, viviam em extrema pobreza e alimentavam-se com o pão que mendigavam e as verduras que plantavam. Viviam a perfeita pobreza como ensinava a regra do seráfico Pai Francisco de Assis.
Aos poucos o povo da cidade e região foi percebendo naquele irmão negro, de olhar brilhante e sorriso luminoso, algo de extraordinário e sobrenatural.
O povo cada vez mais queria ouvir os conselhos do irmão Benedito e ser por ele abençoado, longas filas eram formadas todos os dias na porta do mosteiro.
Com a morte de frei Jerônimo, os eremitas procuraram abrigo em outros conventos franciscanos.
Frei Benedito foi para o convento de Santa Maria de Jesus, na Sicília, onde permaneceu até a morte.
O primeiro trabalho de Benedito foi como cozinheiro, ele transformou a cozinha num santuário de oração.
Quando tudo faltava na dispensa, Benedito rezava e o milagre acontecia, os frades a cada dia eram surpreendidos com manifestações extraordinárias, como peixes frescos que apareciam nos jarros, pães que se multiplicavam, o vinho que não terminava, a lenha para o fogo no rigor do inverno.
Os frades gritavam = “Milagre, milagre!”
No dia de natal e tendo a visita do Bispo para o almoço, o convento estava em festa e Benedito de joelhos na capela, contemplava em êxtase, a cena do nascimento do Menino Jesus. Perde-se no tempo e esquece do almoço, todos estão a sua procura e o encontram em oração. Benedito sai correndo e com toda confiança na providência fecha a cozinha.
Os frades quando olham pela janela, ficam extasiados pois contemplam dois seres luminosos na cozinha ajudando frei Benedito. O almoço servido parecia um manjar dos céus!
Frei Benedito foi eleito por unanimidade, superior da província. Ficou profundamente angustiado, e suplicou que revissem a escolha, pois era grande a responsabilidade para um pobre e analfabeto irmão.
Em nome da Santa obediência, frei Benedito aceita, com respeito e amor a responsabilidade inerente de um superior.
Benedito torna-se um pai para todos os frades e um modelo de acolhimento para todos os fiéis que visitavam o convento.
Uma senhora saía do convento em uma charrete e trazia em seus braços seu filhinho adormecido. Um susto fez com que os cavalos derrubassem da charrete, a mãe com a criança.
A criança morreu para desespero da mãe, que aos berros chamava Frei Benedito. O bondoso frei tomou o menino nos braços, orou com grande fervor e o menino voltou a vida.
Um jovem com o pescoço coberto de tumores foi levado diante de Frei Benedito para que o curasse; o frade respondeu: -“eu não curo ninguém, mas vamos rezar aos pés de Jesus Sacramentado e da Virgem Maria, eles é que curam.
O milagre aconteceu, para espanto de todos. E assim, em sua biografia encontram-se incontáveis fatos e milagres extraordinários.
Benedito dedicava-se incansavelmente na promoção e na defesa da vida, exortava os fiéis na busca da salvação.
No ano de 1589, Frei Benedito com 63 anos percebe que é chegada a hora de sua partida para a pátria celeste.
Suas forças chegam ao fim, com o olhar fixo no alto, implora o perdão dos confrades e tendo o rosto transfigurado, entrega sua santa alma a Deus.
O povo da cidade só soube da morte do santo depois do sepultamento. Todos estavam numa festa na cidade vizinha.
Em poucos dias, centenas de milhares de pessoas chegaram ao mosteiro pêra rezar diante de seu túmulo. O povo já aclamava Frei Benedito como Santo.
Foi beatificado em 1763 e canonizado em 1807. No Brasil a devoção ao bem-aventurado Frei Benedito, chegou em 1686 na Bahia, com a ereção canônica da Irmandade dos Homens Pretos.



CAMPANHA DO CIMENTO 13












"QUERIDOS FILHOS, QUERO QUE CONSTRUAM AQUI UMA CAPELA EM MINHA HONRA PARA QUE SE REZE O SANTO ROSÁRIO NELA PELA SALVAÇÃO DO MUNDO E PELA CONVERSÃO DOS PECADORES." (NOSSA SENHORA NAS APARIÇÕES DE JACAREÍ)



AJUDE A CONSTRUIR A CAPELA E O MOSTEIRO DO SANTUÁRIO DAS APARIÇÕES DE JACAREÍ COLABORANDO NA CAMPANHA DO CIMENTO.

DOE R$ 30,00 PARA AJUDAR COM UM SACO DE CIMENTO

DOE R$ 60,00 PARA AJUDAR COM DOIS SACOS DE CIMENTO

DOE R$ 90,00 PARA AJUDAR COM TRÊS SACOS DE CIMENTO

SE VOCÊ DESEJAR TAMBÉM PODE CONTRIBUIR COM OUTROS VALORES MAIORES PARA MAIS SACOS DE CIMENTO, BLOCOS, AREIA, PEDRA, FERRO ETC

AJUDE DEPOSITANDO NA MINHA CONTA NO BANCO:


MARCOS TADEU TEIXEIRA

CAIXA ECONOMICA FEDERAL

AGENCIA 4068 OPERAÇÃO 013

CONTA POUPANÇA 0028760-5



OU SE PREFERIR TAMBÉM PODE DEPOSITAR NO BANCO DO BRASIL


Banco do Brasil

MARCOS TADEU TEIXEIRA

Agencia 0683 -1
Conta corrente 2176 -8


DEPOSITE NOS CAIXAS ELETRÔNICOS OU NAS LOTÉRICAS. NÃO É PRECISO VOCÊ TER CONTA NA CAIXA PARA DEPOSITAR. REPASSE PARA TODOS PARA QUE MAIS GENTE AJUDE.

O NOME DOS BENFEITORES DO SANTUÁRIO SERÁ COLOCADO NO ALTAR DE NOSSA SENHORA PARA RECEBER TODOS OS ROSÁRIOS QUE FOREM REZADOS NO SANTUÁRIO NA SUA INTENÇÃO E DE SUAS FAMÍLIAS.

OBRIGADO POR SUA AJUDA NA MINHA MISSÃO DE SALVAR ALMAS PARA DEUS E LEVANTAR A CASA DA NOSSA MÃEZINHA DO CÉU NOSSA SENHORA MENSAGEIRA DA PAZ!

CONHEÇA MAIS EM:


WWW.APARICOESDEJACAREI.COM.BR


TESTEMUNHO DE ADRIANA REIS

São Paulo, 9 de julho de 2015.


Bom dia Marcos Tadeu!

Meu nome é Adriana Reis e o testemunho que vou narrar é referente a Sagrada Medalha do Amantíssimo Coração de São José. revelada pra você no dia 7 de maio de 2011.

Quando eu morava no Canadá adquiri uma doença nos olhos chamada Calázio; doía muito, ardia, incomodava, inchava os olhos diariamente, eu não enxergava direito.

Quando voltei para o Brasil procurei um oftalmologista, ele me disse: o seu caso é só cirurgia!

Minha mãe Lydia disse-me: não te perturbes, vamos em Jacareí e tudo ficará bem! O Marcos Tadeu vai começar a divulgar as medalhas de São José!

Isso foi do dia 9 de julho de 2011.

Comprei a medalha e coloquei em cada olho e na hora senti algo queimar! E pensei: " será que é febre?"

Então fui na fonte da água milagrosa que tem no santuário e banhei meus olhos. Logo após secá-los senti algo escorrer. Passei a mão em meu rosto e nada! estava seco! Após meia hora percebi que o inchaço das pálpebras estava diminuindo, fiquei espantada porque a cura começou muito rápido e mesmo sem eu merecer!

No dia seguinte, outro susto: não havia nada em minhas pálpebras! São José fez de mim o seu primeiro milagre através de sua Medalha Sagrada!

Obrigada Marcos!

Obrigada pelo seu sim! Por mais que este fardo que você carrega seja pesado, saiba que através dos seus méritos, lutas, cansaços, calúnias, fofocas, com tantos inimigos, pude conhecer as Aparições e testemunhar a veracidade desse lugar!

Portanto, viverei eternamente grata e que você saiba que todos os seus sofrimentos não são em vão.

Mesmo que eu vivesse 10 mil anos não pagaria esse milagre de São José!

Louvados sejam, Jesus! Maria e José!

Salve São José!

Adriana Reis!

QUER RECEBER BENÇÃOS ASSIM TAMBÉM? VENHA PARA O SANTUÁRIO DAS APARIÇÕES DE JACAREÍ!

PEÇA A SUA MEDALHA DE SÃO JOSÉ PELO TELEFONE

(0XX12)99701- 2427

sábado, 30 de setembro de 2017

VIDA DE SÃO VICENTE DE PAULO

São Vicente de Paulo nasceu em uma terça-feira de Páscoa, em 24 de abril de 1581, na aldeia Pouy, sul da França. Como era então frequente, Vicente foi batizado no mesmo dia de seu nascimento. Era o terceiro filho do casal João de Paulo (Jean de Paul) e Bertranda de Moras (Bertrande de Moras), camponeses profundamente católicos. Seus seis filhos receberam o ensino religioso em casa através de Bertranda.

Desde cedo destacou-se pela notável inteligência e devoção. Fez seus primeiros estudos em Dax, onde, após 4 anos, tornou-se professor. Isto lhe permitiu concluir os estudos de teologia na Universidade de Toulouse. Foi ordenado sacerdote, aos dezenove anos, em 23 de setembro de 1600.

Ordenou-se padre e logo passou pela primeira provação: uma viúva que gostava de ouvir as suas pregações, ciente de que ele era pobre, deixou para ele sua herança - uma pequena propriedade e determinada importância em dinheiro, que estava com um comerciante emMarselha.

No retorno desta viagem a Marselha, em 1605, o navio em que se encontrava foi atacado por piratas turcos. Vicente sobreviveu ao ataque, mas foi feito prisioneiro. Os turcos o conduziram a Túnis, onde foi vendido como escravo para um pescador, depois para um químico; com a morte deste, foi herdado pelo sobrinho do químico, que o vendeu para um fazendeiro, um renegado, que antes era católico e, com medo da escravidão, adotara a religiãomuçulmana. Ele tinha três esposas: uma era turca e esta, ouvindo os cânticos do escravo, sensibilizou-se e quis saber o significado do que ele cantava. Ciente da história, ela censurou o marido por ter abandonado uma religião que para ela parecia tão bonita. O patrão de Pe.Vicente arrependeu-se e propôs a ele uma fuga para a França, que só se realizou dez meses depois, já em 1607.

Eles atravessaram o Mar Mediterrâneo em uma pequena embarcação e conseguiram chegar à costa francesa. De Aigues-Mortesforam para Avinhão, onde encontraram o Vice-Legado do Papa. Vicente voltou à condição de padre e o renegado abjurou publicamente, retornando à Igreja Católica. Vicente e o renegado ficaram vivendo com o Vice-Legado e, quando este precisou viajar a Roma, levou-os em sua companhia. Durante a estada na cidade, Pe. Vicente frequentou a universidade e se formou em Direito Canônico. E o renegado foi admitido em ummosteiro, onde se tornou monge.

O Papa precisou mandar um documento sigiloso para o Rei Henrique IV da França e Pe. Vicente foi escolhido como fiel depositário. Devido a sua presteza, o Rei Henrique IV nomeou-o Capelão da RainhaMargarida de Valois, a rainha Margot. Pe. Vicente era encarregado da distribuição de esmolas aos pobres e fazia visitas aos enfermos no hospital de caridade em nome da rainha. Após o assassinato de Henrique IV da França, em 1610, São Vicente passou um ano na Sociedade do Oratório, fundada pelo Cardeal Pierre de Bérulle. Mais tarde, padre Bérulle foi nomeado Bispo de Paris e indicou Vicente de Paulo para vigário de Clichy, subúrbio de Paris.

Vicente fundou a Confraria do Rosário e todos os dias visitava os doentes. Atendendo a um pedido de padre Berulle, partiu e foi ser o preceptor dos filhos do general das galés e residir no Palácio dos Gondi. Naquele período, a Marinha francesa estava em expansão e, para resolver o problema da mão-de-obra necessária para o remo, era costume a condenação às galés por delitos comuns. Vicente empenhou-se nesta missão, lutando por mais dignidade para estes prisioneiros, que viviam em condições sub-humanas. No trabalho em favor dos condenados às galés chegou até a se colocar no lugar de um deles para libertá-lo. As propriedades da família dos Gondi eram muito grandes e Pe. Vicente e a senhora de Gondi faziam visitas às famílias que residiam nestas propriedades. Foi assim que o Pe. Vicente percebeu como era necessária a confissão deste povo. Na missadominical, ele fazia com o povo a confissão comunitária. Conseguiu outros padres para as confissões, pois eram muitos os que queriam esse sacramento. Pe. Vicente esteve nas terras da família Gondi por cinco anos. Foi a Paris e, mais tarde, a pedido do Pe. Berulle, voltou para a casa dos Gondi por mais oito anos.

Sua piedade heróica conferiu-lhe o cargo de Capelão Geral e Real da França. Vendo o abandono espiritual dos camponeses, fundou a Congregação da Missão, que são os Padres Lazaristas, para evangelização do "pobre povo do interior". A Congregação da Missão demorou de 1625 até 12 de janeiro de 1633 para receber a Bula do Papa Urbano VIII, reconhecendo-a.

Em 1643, Luís XIII pediu para ser assistido, em seu leito de morte, por Vicente, tendo morrido em seus braços. A seguir foi nomeado pela Regente Ana d'Áustria, de quem era o confessor, para o Conselho de Consciência (para assuntos eclesiásticos dessa Regência).[3]

Num apelo que o padre Vicente fez durante sermão em Châtillon, nasceu o movimento das Senhoras Damas da Caridade (Confraria da Caridade). A primeira irmã de caridade foi a camponesa Margarida Nasseau, que contou com a orientação de Santa Luísa de Marillac e que, mais tarde, estabeleceu a Confraria das Irmãs da Caridade, atuais Filhas da Caridade. De apenas quatro irmãs no começo, a Confraria conta, hoje, com centenas delas. Foi também ele o responsável pela organização de retiros espirituais para leigos e sacerdotes, através das famosas conferências das terças-feiras (Confraria de Caridade para homens).

Inspirado por seu amor a Deus e aos pobres, Vicente de Paulo foi o criador de muitas obras de amor e caridade. Sua vida é uma história de doação aos irmãos pobres e de amor a Deus. Existem diversas biografias suas, mas sabemos que nenhuma delas conseguirá descrever com total fidelidade o amor que tinha por seu irmãos necessitados. Muitos acham que a maior virtude de São Vicente é a caridade, mas sua humildade suplantava essa virtude. Sempre buscava o bem da Igreja. São Vicente de Paulo foi um pai dos Pobres e um reformador do clero. Basta dizer que a Associação dos Filhos de Maria, hojeJuventude Mariana Vicentina, criada a pedido da Virgem Maria que apareceu a Santa Catarina Labouré na noite de 18 de julho de 1830, e as Conferências Vicentinas, fundadas por Antônio Frederico Ozanam e seus companheiros, em 23 de abril de 1833, foram inspiradas por ele. Espalhadas no mundo inteiro, vivem permanentemente de seus exemplos e ensinamentos.

Segundo São Francisco de Sales, Vicente de Paulo era o "padre mais santo do século". Faleceu em 27 de setembro de 1660 e foi sepultado na capela-mãe da Igreja de São Lázaro, em Paris. Foi canonizado pelo PapaClemente XII em 16 de junho de 1737. Em 12 de maio de 1885 é declarado patrono de todas as obras de caridade da Igreja Católica, por Leão XIII.


Frases de São Vicente de Paulo – 27 de Setembro.


– “Amemos a Deus, meus irmãos, amemos a Deus, mas que isto seja a custa dos nossos braços, que isto seja com o suor dos nossos rostos”.


– “A perfeição não consiste na multiplicidade das coisas feitas, mas no fato de serem bem feitas”.


– “É preciso que vós e eu tomemos a resolução de jamais faltar à oração diária. Digo: diária, minhas Filhas, mas se pudesse, diria: não a deixemos nunca”.


–“Os que desejam realmente seguir as máximas de Cristo, devem ter em grande conta a simplicidade”.


–” Se procurardes a Deus, encontra-Lo-eis por toda a parte…”


-” Não sou daqui nem dali, mas de qualquer lugar onde Deus quer que esteja”.


-” Nunca se tem Deus como Pai, se não tem Maria como Mãe”.


-” Não sei quem é mais carente: se o pobre que pede pão ou o rico que pede amor”.


-” Não me basta amar a Deus, se o meu próximo também não O ama”.


-” Dez vezes irão aos pobres, dez vezes encontrarão a Deus”.


-” Convém amar os pobres com um afeto especial, vendo neles a pessoa do próprio Cristo, e dando-lhes a importância que Ele mesmo dava”.


-” Só as verdades eternas podem encher o nosso coração”.


-“É preciso dar o seu coração, para obter em troca o dos outros”.


-” Os pobres abrem-nos a porta para a eternidade”.


-” Temos que atribuir a Deus qualquer bem que resulte de nossas ações, do contrário, deveríamos atribuir a nós todo o mal que ocorre na comunidade”.


-” Uma maneira ótima para se exercitar no amor de Cristo, é acostumar-se a tê-Lo sempre presente em nós”.


-“É preciso unir-se ao próximo para unir-se a Deus”.


Funda sucessivamente diversas congregações:




terça-feira, 26 de setembro de 2017

PENSAMENTOS DE SÃO JOÃO CLÍMACO




"Aqueles cujo espírito aprendeu a orar(os que vivem consagrados a Deus na vida de oração e contemplação), na verdade falam ao Senhor face a face, como os que falam ao ouvido do imperador; aqueles cuja boca ora, fazem lembrar os que se prostram diante do imperador, na presença de toda corte. Os que vivem no mundo, são os que dirigem sua súplica ao imperador(DEUS), na balbúrdia de todo povo"

PROGRAMA MANHÃ COM MARIA



NO AR PROGRAMA MANHÃ COM MARIA

OUÇA TODOS OS DIAS DAS 8 DA MANHÃ ATÉ O MEIO DIA O PROGRAMA MANHÃ COM MARIA COM MUITA MÚSICA, ORAÇÃO E MENSAGENS DE NOSSA SENHORA PRA VOCÊ

CLIC NO LINK ABAIXO PARA OUVIR:


http://radiomensageiradapazjacarei.blogspot.com.br/2017/06/escute-radio-mensageira-da-paz-ao-vivo.html


domingo, 24 de setembro de 2017

MEDITAÇÃO DE SANTO AFONSO SOBRE O FIM DO HOMEM


MEDITAÇÃO PARA O DOMINGO - SANTO AFONSO MARIA DE LIGÓRIO
- DO FIM DO HOMEM :
Semelhança, sem mérito algum da tua parte.Adaptou-te por filho nas almas salutares do Batismo; amou-te mais do que se fosse teu pai, e criou-te com o fim de O amares e servires nesta vida para depois O gozares na gloria de maneira que não nasceste nem deves viver para gozar, para ser rico poderoso, para comer, beber e dormir, como os irracionais, mas somente para amar ao teu Deus e ser dito eternamente.As criaturas foram postas por Deus à tua disposição para que te auxiliem a conseguir tão glorioso fim.Oh! infeliz de mim! que em tudo tenho pensado, menos no fim para que Deus me criou!Meu Pai, pelo amor de Jesus permiti que eu comece vida nova, inteiramente santa e em tudo conforme á vossa divina vontade! 2.Considera que na hora da morte sentirás grande remorso, se não te houveres dedicado ao serviço de Deus.Que aflição a tua quando, ao termo de teus dias naquela hora suprema, chegares a conhecer que todas as grandezas e prazeres, todas as riquezas e glórias não eram mais um pouco de fumo! Ficarás estupefato ao ver que por umas bagatelas, por verdadeiras frivolidades perdeste a graça de Deus e a tua alma, sem poder remediar o mal que fizeste e sem ter tempo para trilhar o bom caminho.Ó desesperação! Ó tormento! Então compreenderás quanto vale o tempo, mas já será tarde; quererás comprá-lo a troco do teu sangue, mas já não te é possível.Ó dia calamitoso para quem não tenha servido e amado a Deus! 3.Considera quanto se descura este fim tão importante.Pensa-se em acumular riquezas, em assistir a banquetes e divertimentos, em passar alegremente os dias; e não se pensa em servir a Deus, nem em salvar a alma.O fim eterno é considerado como coisa insignificante.Por isso uma parte dos cristãos, divertindo-se banqueteando-se e cantando, caem no inferno.Oh! se soubessem o que quer dizer Inferno…Ó homem, fazes tanto para te condenares, e nada queres fazer para te salvares?!Infeliz de mim! (Exclamava ao morrer o Secretário do Rei da França, Francisco I) Infeliz de mim!Para escrever as cartas do meu príncipe, gastei tanto papel; e nem sequer aproveitei uma folha para escrever nela os pecados e fazer uma boa confissão!Oxalá (dizia no mesmo transe Felipe III, Rei da Espanha) que em vez de ser Rei eu tivesse servido a Deus na solidão do deserto! Mas para que servem naquela hora semelhantes suspiros e lamentações, se não para maior desesperação? Aprende na experiência alheia a viver solicito da tua salvação, se não queres experimentar a mesma sorte.Não te esqueças de que quanto fazes, dizes ou pensas, estranho ao que Deus quer de ti, tudo é perdido.Eia pois! Já é tempo de mudar de vida.Quererás por ventura esperar.Para te desenganares, o momento da morte, quando estejas ás portas da eternidade, prestes a cair no inferno, e quando não haja lugar para emenda?Meu Deus, perdoa-me!Amo-Vos sobre todas as coisas.Arrependo-me sumamente de Vos ter ofendido.Maria, esperança minha, roga a Jesus por mim.Amém. Fruto I. Lembrar-me-ei frequentemente de Deus e de seus imensos benefícios agradecendo-Lhe de todo o meu coração. Fruto II. Regularei e empregarei bem o tempo, dirigindo todas as minhas ações em ordem á glória de Deus.
**********************
"Não duvideis que Deus é misericordioso, mas saibamos que Ele é também justo, e estejamos bem atentos para não considerar apenas uma metade de Deus. Uma vez que Deus é justo, é impossível que os ingratos escapem do castigo.... Misericórdia! Misericórdia! Sim, mas para aquele que teme a Deus, e não para aquele que abusa da paciência divina!" (SÃO BASÍLIO)

sábado, 23 de setembro de 2017

VIDA DE SÃO JOÃO CLÍMACO

São João Clímaco († 580-650)

Comemoração em 30 de Março.

São João Clímaco nasceu em 580. Clímaco foi um monge do Monte Sinai, e deve o seu cognome a um livro seu, Escada (Klímax - Clímaco). A Escada é um resumo da vida espiritual, concebida para os solitários e contemplativos. Para Clímaco, a oração é a mais alta expressão da vida solitária; ela se desenvolve pela eliminação das imagens e dos pensamentos. Daí a necessidade da 'monologia', isto é, a invocação curta, de uma só palavra, incansavelmente repetida, que paralisa a dispersão do espírito. Essa repetição deve assimilar-se com a respiração.

João Clímaco faleceu por volta do ano 650.

O nome de São João Clímaco é uma alusão à palavra "klímax', que em grego significa escada. São João decidiu adotar este nome em virtude do livro escrito por ele mesmo, intitulado Escada para o Paraíso.

«A Escada para o Paraíso com seus 30 degraus, uma obra que influenciou a conduta de vários religiosos, tanto no Ocidente quanto no Oriente.»

Nesta obra ele explica que existem 30 degraus a serem galgados para que possamos atingir a perfeição moral. Este livro foi um grande sucesso na época e chegou até mesmo a influenciar monges e outros religiosos cm sua conduta particular, tanto no Ocidente como no Oriente. A importância desta obra literária para a época pode ser notada na utilização do símbolo escada na arte bizantina.

São João Clímaco foi muito famoso como homem santo em toda a Palestina e Arábia. Viveu por volta do ano 650 e morreu no Monte Sinai.

Conta-se que ele era palestino e na adolescência ingressou cm um mosteiro no Monte Sinai, onde passou a dedicar sua vida às orações e à meditação. Até os 35 anos viveu desta forma, mas quando seu mestre faleceu resolveu encerrar-se cm uma cela e viver à moda dos monges do deserto: jejuando, orando e estudando a Bíblia.

Durante este novo período de sua vida São João Clímaco decidiu nunca mais comer carne, fosse ela vermelha ou branca. Também passou a sair de sua cela apenas para participar da Eucaristia, aos domingos.

Já com 70 anos foi eleito bispo do Monte Sinai, muito embora preferisse continuar com sua vida isolada. Nesta época construiu hospitais para a população mais pobre, ajudado pelo papa Gregório Magno.

Os últimos quatro anos de sua vida foram dedicados a viver como ermitão. Neste período de total isolamento ele escreveu Escada para o Paraíso.

MEDITAÇÃO DE SÃO JOÃO CLÍMACO


"Basta um fio de cabelo para embaralhar a vista; basta uma simples preocupação para dissipar a solidão (hesychia), pois a solidão é despojamento dos pensamentos e renúncia às preocupações razoáveis".

"Quem possui verdadeiramente a paz, não se preocupa mais com o próprio corpo".

ESPLENDOROSO RESULTADO DA ANÁLISE DO SINAL DOS SAGRADOS CORAÇÕES E POMBINHOS DE LUZ DESCENDO SOBRE OS PEREGRINOS DE IBITIRA NO SANTUÁRIO DAS APARIÇÕES DE JACAREÍ


ANÁLISE ENVIADA PELA SRA. RAFFAELLA BOMPIANNI FORMADA EM FOTOGRAFIA E COM MAIS DE 30 ANOS DE EXPERIÊNCIA NO RAMO FOTOGRÁFICO NA ITÁLIA E NA ESPANHA




FOTO 1: FOTO ORIGINAL DA ENTRADA DOS PEREGRINOS DE IBITIRA NO SANTUÁRIO DAS APARIÇÕES DE JACAREÍ, POR VOLTA DAS 9:00 HS DA MANHÃ. É IMPORTANTE PRECISAR QUE O SOL ESTAVA ATRÁS DA PESSOA QUE TIROU A FOTO.











FOTO 2: ANÁLISE DA RADIAÇÃO INFRAVERMELHA: A RADIAÇÃO INFRAVERMELHA É EMITIDA POR OBJETOS QUENTES E APESAR DE NÃO PODER SER VISTA A OLHO NU, É SENTIDA NA FORMA DE CALOR. QUANTO MAIOR FOR A SUA TEMPERATURA, MAIOR SERÁ A EMISSÃO DE RADIAÇÃO INFRAVERMELHA. NESTA FOTO, TODAS AS FIGURAS QUE PARECEM COMO POMBAS VOANDO COM DIVERSAS CORES, ESTÃO EMITINDO CALOR, INCLUSIVE DUAS IMAGENS MAIORES QUE FORAM ANALISADAS COM AMPLIAÇÃO. UMA ESTÁ À ESQUERDA DA FOTO E A OUTRA ESTÁ NO CENTRO DA FOTO, NA ALTURA DOS PEREGRINOS.







FOTO 3: AMPLIAÇÃO DA FIGURA À ESQUERDA DA FOTO: PARECE SER O SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS COM UMA POMBA QUE O SOBREVOA.









FOTO 4: AMPLIAÇÃO DA FIGURA QUE ESTÁ CENTRADA MAIS ABAIXO DA FOTO: PARECE SER O IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA SANTÍSSIMA, IRRADIANDO GRAÇAS QUE SAEM DO SEU CORAÇÃO E SE DIRIGEM EM DIREÇÃO AOS PEREGRINOS, COMO QUE OS ABENÇOANDO.
NUMA ANÁLISE GERAL, É INTERESSANTE OBSERVAR A QUANTIDADE DE LUZ DE TEMPERATURA ALTA QUE APARECE NESTA FOTO. O FUNDO ESCURO É A COLINA AO LADO DO SANTUÁRIO. NEM O CÉU E NEM O SOL FAZEM PARTE DESTA FOTO. PORÉM HÁ UM BRILHO DE LUZ FORTÍSSIMO. NÃO SE TRATA DE LUZ NATURAL, NEM REFLEXO NA CÂMERA FOTOGRÁFICA. ELIMINANDO AS IMAGENS DOS PEREGRINOS, TODAS AS OUTRAS IMAGENS SÃO LUZES SOBRENATURAIS. NÃO É TRUQUE FOTOGRÁFICO POIS AS MANIPULAÇÕES EM PROGRAMAS FOTOGRÁFICOS NÃO EMITEM RADIAÇÕES INFRAVERMELHAS ( NÃO EMITEM CALOR). ESTA FOTO COMPROVA A VERACIDADE DAS APARIÇÕES DE NOSSA SENHORA EM JACAREÍ AO VIDENTE MARCOS TADEU.









quinta-feira, 21 de setembro de 2017

MEDITAÇÃO DE SANTO AFONSO SOBRE O JUÍZO FINAL


MEDITAÇÃO PARA QUINTA-FEIRA POR SANTO AFONSO MARIA DE LIGÓRIO                                                              - SOBRE O JUÍZO FINAL:
1.Considera que, logo que a alma tenha saído do corpo, será conduzida ao tribunal de Deus para ser julgada.O Juiz é um Deus Onipotente, ultrajado por ti, e sumamente irado.Os acusadores são os demônios, teus inimigos; o processo teus próprios pecados; a sentença é inapelável; a pena é o inferno.Ali não há companheiros, nem parentes, nem amigos; a causa será resolvida entre Deus e a tua alma.Então compreenderás a hediondez de teus pecados, e não poderás ser tão indulgente com eles, como agora o és.Responderá por teus pecados de pensamentos, palavras, obras, omissão, escândalo, respeitos humanos: tudo se há de pesar naquela grande balança da justiça divina, e se fores encontrado réu de culpa grave, uma só que seja, estarás perdido.Meu Jesus e meu Juiz, perdoai-me antes de me fazer comparecer em vosso tribunal!. 2.Considera que a justiça divina há de julgar a todos os homens no vale de Josaphat, quando no fim do mundo ressuscitar os corpos para receberem juntamente com as almas prêmio ou castigo, segundo os seus méritos. Reflete que, se te condenares, tornarás a unir-te a este mesmo corpo, que servirá de prisão eterna á tua alma desgraçada.Naquele encontro desagradável a alma amaldiçoará o corpo, e o corpo por sua vez amaldiçoará a alma; de maneira que a alma e o corpo, que agora correm de mãos dadas em busca de prazeres lícitos, unir-se-ão, em que lhes pese, depois da morte, para ser verdugos um do outro.Ao contrário, se te salvares, esse teu corpo ressuscitará formosíssimo, impassível e resplandecente; e assim irás, em corpo e alma, gozar d vida bem-aventurada.Tal será o fim da cena deste mundo!Afundar-se-ão no nada todas as grandezas, prazeres e pompas mundanas.Tudo acabará: só ficarão as duas eternidades, uma de glória e outra de pena, uma ditosa e outra infeliz, uma de gozos, e outra de tormentos: no céu os justos, no inferno os pecadores.Desgraçado então o que tenha feito do mundo o seu ídolo, e pelos prazeres miseráveis desta terra tenha perdido tudo, alma, corpo, bem-aventurança e Deus!. 3.Considera a sentença eterna.O Juiz eterno, Jesus Cristo, voltar-se-á primeiro contra os réprobos, a quem dirás: “Ingratos, tudo se acabou para vós!Chegou a minha hora, hora de verdade e justiça, hora de indignação e vingança!Criminosos, amastes a maldição; caia sobre vós: sede malditos na eternidade: ide para o fogo eterno, privados de todos os bens e sob o peso de todos os males”. Em seguida voltar-se-á para os escolhidos e dirá: “Vinde vós, meus filhos queridos, vinde possuir o reino dos céus, que vos está preparado.Vinde não já para levar a cruz em pós de Mim, mas para partilhar da minha coroa.Vinde como herdeiros de minhas riquezas e companheiros de minha glória.Vinde cantar eternamente minhas misericórdias.Vinde da terra do exílio á pátria, da miséria ao gozo, das lágrimas á alegria, do sofrimento ao descanso eterno”.Meu Jesus, eu espero ser também um destes filhos afortunados.Amo-Vos sobre todas as coisas, abençoai-me desde este momento, e abençoai-me também vós, ó Maria minha querida Mãe!.Fruto I.Farei todas as minhas ações como se devesse comparecer, na ocasião em que as executar, perante o tribunal divino a dar conta delas. Fruto II.Exercitar-me-ei em obras de misericórdia espirituais e corporais, porque ao que as praticar prometeu Deus uma bênção eterna no dia do juízo.